Informativo

EUA enfrentam surtos virulentos da Doença de Newcastle

18/07/18

Atendendo chamado dos órgãos oficiais, pequenos criadores de aves da Califórnia (EUA) têm procurado os serviços de saúde animal para relatar a ocorrência de aves doentes e o aumento da mortalidade em seus planteis, problema causado por um surto da Doença de Newcastle caracterizado como virulento (em inglês, VND – Virulent Newcastle Disease, doença que até recentemente os EUA identificavam como Doença de Newcastle Exótica).

No acompanhamento implantado desde o surgimento dos primeiros surtos, na segunda quinzena de maio, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) relaciona cerca de quatro dezenas de casos, a maioria concentrada no condado de San Bernardino, com extensão para o condado, próximo, de Riverside. Todos os casos detectados envolvem, exclusivamente, galinhas exóticas participantes de exposições.

Na tentativa de deter o avanço da doença, os órgãos de saúde animal têm orientado o setor a intensificar as medidas de biosseguridade e a adotar medidas de higiene relativamente simples – como lavar mãos e calçados antes e depois de adentrar o local de alojamento das aves e limpar e desinfetar profundamente pneus e equipamentos antes de retirá-los da propriedade. E uma vez que o problema está concentrado em aves participantes de mostras avícolas, o USDA recomenda que, ao retornarem dessas mostras, sejam mantidas em isolamento por 30 dias, antes de serem colocadas junto ao restante do plantel.

De acordo com o USDA, a avicultura comercial norte-americana não registra casos do gênero desde 2003. Naquela ocasião, a doença (ainda identificada, em inglês, pela sigla END - Exotic Newcastle Disease) atingiu quatro diferentes estados – além da Califórnia, também Arizona, Texas e Nevada – e ocasionou a perda de cerca de 4,5 milhões de aves.

Fonte: Site - Portal do Agronegócio

Área do Associado

Cadastre seu e-mail

Receba nosso boletim informativo diretamente no seu e-mail.