Informativo

Empresa de saúde animal comercializa 370 milhões de vacinas contra doença de Gumboro

04/09/17

A Ceva Saúde Animal, líder brasileira em vacinas aviárias, está comemorando mais um conquista em sua história. No mês de julho, a empresa chegou à marca de 370 milhões de doses comercializadas da Transmune. O que significa que mais de 70% dos pintos alojados no país usam a vacina.

“A liderança da Ceva no mercado de vacinas aviárias é reflexo do trabalho realizado por nossa equipe nos últimos anos, o que envolve o constante investimento em pesquisas e o apoio completo aos nossos clientes oferecendo soluções completas para a proteção das aves desse o incubatório. Nosso objetivo é sempre trabalhar em conjunto com os clientes, para eles possam produzir com alta rentabilidade”, afirma o Gerente de Marketing da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Marco Aurélio Lopes. 

Com a nova marca, a empresa consolida sua liderança no segmento de frango de corte e passa a deter 72% do Market Share do mercado de gumboro no Brasil. “Em primeiro lugar, somos líder em inovação. A Transmune possui tecnologia de última geração e foi desenvolvida para atender as necessidades dos produtores. Estamos muito felizes com esse resultado, é muito bom poder acompanhar o sucesso do nosso produto no campo”, comemora o diretor da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Giankleber Diniz.

A Transmune, vacina viva liofilizada complexo-imune com a cepa Winterfield 2512, foi desenvolvida para imunização ativa de aves contra a Doença de Gumboro.

Com formulação única, Transmune alcança a bolsa de Fabrícius induzindo proteção imediata e completa e a produção de anticorpos protetivos contra o vírus de Gumboro. Com uma única dose aplicada in-ovo ou subcutânea no primeiro dia de vida o produto protege a ave por toda sua vida contra o desafio de qualquer tipo de cepa da doença de Gumboro. “Os excelentes resultados obtidos com a utilização da Transmune nos frangos de corte trazem muita confiança aos clientes, e demonstra os excelentes benefícios do produto”, finaliza Lopes.

Fonte: Site - Avicultura Industrial

Área do Associado

Cadastre seu e-mail

Receba nosso boletim informativo diretamente no seu e-mail.