Informativo

Carne de frango: exportação do 1º semestre foi recorde para o período

11/07/21

Dados mais completos da SECEX/ME incluindo, além do produto in natura, também os industrializados de frango e a carne de salgada, confirmaram que as exportações de carne de frango de 2021 obtiveram o melhor resultado de todos os tempos para um primeiro semestre

Dados mais completos da SECEX/ME incluindo, além do produto in natura, também os industrializados de frango e a carne de salgada, confirmaram que as exportações de carne de frango de 2021 obtiveram o melhor resultado de todos os tempos para um primeiro semestre. Além disso, alcançaram cerca de 96% do volume registrado no segundo semestre de 2015 (2,273 milhões de toneladas), até aqui recorde semestral do setor.

Embora tenham recuado mais de 4% em relação ao mês anterior, as exportações de junho - pouco superiores a 385 mil toneladas - corresponderam ao segundo maior volume do primeiro semestre de 2021, ficando 16% acima do registrado em junho de 2020 quando, por conta dos entraves desencadeados com a pandemia, retrocederam a um dos menores níveis do ano que passou.

Com esse desempenho, o acumulado no primeiro semestre aproximou-se dos 2,180 milhões de toneladas, resultado que significou aumentos de 6% e 5,39% sobre, respectivamente, o primeiro e o segundo semestres do ano passado.

No início deste mês, ao projetar para a totalidade do ano o volume de carne de frango in natura exportado no primeiro semestre, o AviSite estimou que as exportações de 2021 poderiam chegar aos 4,220 milhões. Pois considerados os quatro itens exportados e mantida a mesma base de cálculo (média diária exportada nos 123 dias úteis do primeiro semestre e considerando que o ano tem 251 dias úteis) o total anual irá girar em torno dos 4,450 milhões de toneladas, cerca de 8% a mais que o exportado no ano passado.

Fonte: AviSite via Portal do Agronegócio

Área do Associado

Cadastre seu e-mail

Receba nosso boletim informativo diretamente no seu e-mail.